Quanto demora para um financiamento ser liberado? - RE/MAX Spazio

Muitas pessoas com o sonho de ter a casa própria têm optado pelo financiamento. Apesar de ser uma forma aparentemente fácil para se obter o imóvel e deixar de pagar aluguel, essa é uma etapa burocrática do processo de compra do apartamento ou casa dos sonhos. A aprovação de crédito e a liberação podem demorar mais do que o esperado e é preciso paciência, planejamento e averiguar o que é possível fazer para que o processo seja agilizado.  

 

Quanto tempo pode levar? 

O processo de aprovação do financiamento é a etapa mais demorada e complicada para o comprador. De acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (ABCEIP), o tempo para a liberação em instituições financeiras, contado a partir da emissão do “habite-se”, pode levar até 40 dias, e, em casos mais complexos, o prazo pode se estender entre 30 e 60 dias.  

Mas, o que faz com que haja essa demora? O tempo necessário para a emissão de contratos após a aprovação do crédito varia entre as instituições financeiras. O prazo médio pode ser de nove a 30 dias, dependendo do banco escolhido, e, a burocracia de documentação e sistemas travam operação. A maioria dos bancos não afirma qual o prazo médio que o comprador leva para obter o financiamento. 

 

O que pode influenciar na liberação? 

O processo de liberação de crédito depende de vários fatores, e, problemas em documentação são os mais comuns durante o processo. Além disso, o processo também se torna lento quando é necessário repassar a dívida entre a construtora e o banco ou entre instituições financeiras. Uma outra situação é quando o comprador escolhe por financiar o imóvel em instituição diferente da que pagou as parcelas. Nessa situação, o banco que financiou pode gerar obstáculos para o comprador, forçando-o a desistir de migrar essa dívida.  

O número de funcionários do banco escolhido para o financiamento também pode influenciar no prazo para aprovação de crédito pois a demanda é alta. Isso se deve ao processo de liberação que é realizado através de inúmeras análises, ou seja, etapas automáticas não são utilizadas nesse tipo de processo, tornando-o ainda mais trabalhoso e minucioso. O uso do FGTS, por exemplo, também pode aumentar o prazo, pois precisa ser liberado pela Caixa, gerando mais um processo para a liberação.  

 

O que fazer para agilizar o processo?  

Mesmo com toda a burocracia, é possível que o comprador agilize o processo se atentando para alguns detalhes. Levando em conta a demora que o banco leva para analisar, reunir todos os documentos necessários com antecedência diminui o número de pendências que ficarão para a entrega do imóvel. Além disso, procure antecipar as situações em que possam fazer o pedido de documentos adicionais, como inclusão de renda de parentes ou documentos de compradores que não moram na cidade onde a compra está sendo realizada.  

Para que consiga fazer tudo isso, pesquise sobre o assunto e procure pegar todas as informações necessárias com o banco responsável pelo seu financiamento. Mas, tenha atenção: procure por informações com pessoas que possam passá-las de forma fiel ao processo realizado pelo banco para que não seja necessário refazer todo o processo. Forneça dados precisos para que entendam o seu caso e peça informações precisas! 

Tire suas dúvidas